O que você faz de melhor do que as outras pessoas? Quais são seus maiores talentos? Geralmente, as pessoas te elogiam por qual característica? As respostas para essas perguntas irão orientá-lo em uma das prováveis dúvidas de qualquer pessoa: como encontrar a paixão profissional.

“Respondendo a essas questões, você terá informações para começar a traçar um caminho profissional, ou seja, identificar profissões nas quais os talentos e as habilidades elencadas estarão presentes. Além disso, ao avaliar os seus valores e a sua missão de vida, poderá verificar se a profissão escolhida é compatível a esses objetivos pessoais”, explica Ana Maria Chaddad, sócia da Hands On RH.

É aprender a gostar do que eu já faço, é possível?

Sim, desde que identifique algo realmente significativo para você naquela função. Ou seja, encontre um aspecto na profissão exercida atualmente que seja aderente aos seus valores pessoais, como ajudar ao próximo, por exemplo.

Há, ainda, outros caminhos que ajudam nesse sentido. “O profissional pode procurar desde treinamentos técnicos para aperfeiçoar ou desenvolver uma prática inerente à sua função, ou mesmo treinamentos comportamentais para desenvolvimento de competências interpessoais (como autoconhecimento, comunicação e escuta), que irão melhorar os relacionamentos em geral”, comenta Ana Maria.

Mas, atenção: não é preciso esperar a aposentadoria para fazer o que realmente gosta. Comece desde já, refletindo sobre a profissão atual. Liste os pontos positivos e os pontos de desenvolvimento da atualidade e, em seguida, atribua uma nota para cada item. Assim, você assim poderá identificar que um ponto positivo (nota 10 por exemplo) pode ter mais peso em sua vida do que um ponto de desenvolvimento (ao qual atribuiu nota 6, por exemplo).

 

Após essa análise, se ainda assim quiser buscar novas oportunidades, não tenha medo. Procure ajuda de um profissional para orientação de carreira e saia em busca de sua felicidade.